Voltar

Operação Alta Pressão é finalizada no Pará

 

Belém (PA) - Nos últimos meses, o Exército Brasileiro intensificou a Fiscalização de Produtos Controlados, em virtude dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. As Operações têm ocorrido em todo território nacional, com o objetivo de garantir a segurança da população. A última atividade aconteceu no Estado do Pará, com um número expressivo de apreensões.

 

De 2 a 4 de agosto, a 8ª Região Militar realizou, em conjunto com a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFA) e a Polícia Civil, a Operação Alta Pressão. O evento ocorreu em ambiente interagências e teve a finalidade de fiscalizar o comércio de armas de fogo e munições em 16 cidades do Pará.

 

Os alvos da Operação foram estabelecimentos possuidores de Certificado de Registro (CR) junto ao Exército, que comercializam e armazenam armas de fogo, munições e produtos correlatos na Capital, Belém, e nos municípios de Altamira, Capanema, Castanhal, Itaituba, Jacundá, Novo Departamento, Pacajá, Paragominas, Redenção, Rondon do Pará, Santarém, São Félix do Xingu, São Geraldo do Araguaia, Tucumã e Tucuruí.

 

A atividade, coordenada pelo Comando Logísitico (COLOG), por intermédio do Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados (SFPC), visou coibir e impedir a circulação de armas e munições ilegais no Estado. No total, 62 militares, 14 delegados e agentes da Polícia Civil e 10 auditores e fiscais da SEFA participaram da Operação, que apreendeu 189 armas, 615.863 munições, 745.210 espoletas, 146kg de chumbo e 184,8kg de pólvora.

 

Até o final deste ano, ocorrerão, de maneira sistemática, contínua e coordenada, operações pontuais em todo o País, voltadas novamente aos explosivos e correlatos, para incrementar, ainda mais, o controle e a fiscalização desses produtos.