Voltar

Ciclismo Paralímpico tem apoio da FT Campos Gerais

 

Rio de Janeiro (RJ) – A Força-Tarefa Campos Gerais (FT Campos Gerais), formada por integrantes de organizações militares da 5ª Divisão de Exercito (Curitiba-PR) e 5ª Brigada de Cavalaria Blindada (Ponta Grossa-PR), participa do apoio a 33 provas de ciclismo de estrada dos Jogos Paralímpicos Rio 2016. Dispostos em vários pontos ao longo do percurso situado no Pontal da Barra da Tijuca, os militares atuam como força de contingência, garantindo a segurança da competição.

 

O ciclismo de estrada integra os Jogos Paralímpicos desde 1980, sendo praticado por atletas com deficiência visual, paralisia cerebral ou amputados. A partir de 1996, nos Jogos de Atlanta, o ciclismo passou a ter categorias setorizadas de acordo com a restrição do atleta. As regras do ciclismo pouco variam entre atletas Olímpicos e Paralímpicos. A prática é desafiadora em ambas as competições, requerendo grande resistência física, agilidade e muita estratégia.

 

Disputado em provas masculina, feminina e de grupos, o ciclismo é o terceiro esporte que mais distribui medalhas nos Jogos Paralímpicos, perdendo, apenas, para o atletismo e a natação. A prática requer a adaptação de alguns equipamentos à deficiência do competidor, que pode utilizar triciclos, handbikes (bicicletas “pedaladas” com as mãos), tandens (bicicletas duplas para atletas com deficiência visual, que competem em dupla e cujo condutor não possui essa deficiência) e, até mesmo, bicicletas convencionais.

 

As provas são muito prestigiadas pelo grande público e por nossos militares. É possível observar o semblante surpreso dos jovens profissionais integrantes da FT Campos Gerais, que presenciam a superação, o esforço, a disciplina e a grande entrega dos atletas na busca de seus objetivos.

 

Com isso, o legado para o Exército é precioso. Além do adestramento em situações reais e do contato direto com a população, que aprova as ações e confia na presença da Força Terrestre, os militares veem no Exército Brasileiro uma instituição sólida e de valores consolidados.

 

Constatado tudo isso, a experiência possibilita, ainda, aos nossos integrantes, em grande parte, jovens, a oportunidade de presenciar a superação e a garra dos atletas paralímpicos, que lutam e acreditam na superação dos obstáculos. Os militares, assim como os atletas, superam desafios e são comprometidos, resilientes e disciplinados, buscando, de maneira incessante, o êxito no cumprimento das missões.