Voltar

Tocha Paralímpica percorreu a Vila Militar em Deodoro

 

Rio de Janeiro (RJ) – Na tarde desta terça-feira, 6 de setembro, a Tocha Paralímpica percorreu a Vila Militar, em Deodoro, zona oeste do Rio de Janeiro. Cerca de 1600 militares foram empregados na segurança do evento.

 

Segundo o Major Ricardo Gonçalves da Rosa, Adjunto de Operações da Brigada Monte Castelo, o planejamento de segurança para a passagem da Chama Paralímpica foi organizado em dois níveis: o primeiro de contenção no percurso por onde passou a tocha; e o segundo no controle de distúrbios, que seria realizado em caso de manifestações.

 

Foram empregados a Polícia do Exército, a Cavalaria Mecanizada, a Companhia de Fuzileiros, bem como militares do Serviço de Saúde, além de outros efetivos subordinados à 9ª Brigada de Infantaria Motorizada (9ª Bda Inf Mtz).

 

No 57º Batalhão de Infantaria Motorizado (Escola), "Regimento Escola de Infantaria – REI", um dos quartéis que estavam em apoio à operação, ocorreu o apronto operacional. Na ocasião, o Comandante do REI, Coronel Carlos Eduardo Lopes Fernandes, orientou a tropa, com o objetivo de prepará-la para o emprego de contingência na segurança da Chama Paralímpica e dos envolvidos na atividade.